Outros assuntos

Sim, "Amigo" é o codinome de Lula na planilha de proprina da Odebrecht, diz Marcelo a Moro

Nesta segunda feira (10/04), em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, Marcelo Odebrecht afirma que "amigo" é o apelido de Lula na planilha de propina da empreiteira.

Odebrecht foi interrogado durante cerca de duas horas meia. segundo o site O Antagonista, o empresário confirmou a Moro que tentou avisar o governo Dilma do risco de que a Lava Jato pudesse chegar à conta secreta do marqueteiro João Santana – das campanhas presidenciais de Lula (2006) e Dilma (2010/2014).

Odebrecht teria ido até o México alertar pessoalmente a então presidente, mas ela não teria demonstrado preocupação.

Odebrecht descreveu a Moro a planilha elaborada pelo Setor de Operações Estruturadas da empreiteira, o Departamento de Propinas.

O empresário falou sobre R$ 4 milhões que teriam sido repassados ao Instituto Lula e na soma de R$ 12,4 milhões supostamente investidos na compra do prédio do Instituto.

Também abordou a cifra de R$ 50 milhões em propinas para Mantega que teriam sido usados na campanha de Dilma e, ainda, os R$ 13 milhões em espécie sacados pelo ex-assessor de Palocci, Branislav Kontic, ou Programa B, entre 2012 e 2013.

Odebrecht disse no interrogatório que Palocci era ‘o principal interlocutor da empresa com o governo Lula’. Ele definiu o ex-ministro como ‘o intermediário’. Esclareceu todos os pagamentos lançados na planilha das propinas a Palocci, Lula e o PT.

No interrogatório, Odebrecht contou que, por meio de uma empresa laranja, a empreiteira comprou o terreno que serviria para abrigar a sede do Instituto Lula.

 

Share this article

Tagged sob
Entre para postar comentários

Sobre o portal

Fique por dentro de tudo que acontece em Brasília e Região!

Últimas postagens

Receba novidades

As principais notícias de Brasília em seu e-mail!