Em delação de doleiros, herdeiros da Globo participavam de esquema de lavagem de dinheiro

Globo envolvida em lavagem de dinheiro

Informação
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Os doleiros Dario Messer e Claudio Barbosa revelam que foram contratados para facilitar as transações clandestinas da família Marinho.

 

Os doleiros participaram de um dos maiores esquemas de lavagem de dinheiro do país, revelaram que entre os diversos clientes estavam os herdeiros da Globo.

Dario Messer mais conhecido como "doleiro dos doleiros" fez sua riqueza ajudando empresas sonegarem impostos. Por ser discreto e preciso chamou a atenção dos irmãos Marinho, que em seguida o contratou.

Tony confirmou que entregou dinheiro em espécie aos irmãos Roberto Irineu e João Roberto Marinho. informação esta na delação premiada que o o doleiro assinou com a justiça.

O esquema

A entrega não chamava a atenção, chegava em envelopes em média de 3 vezes por mês, com quantias entre US$50 mil e US$300 mil, destinadas aos irmãos Marinho, donos do grupo Globo. Essas entregas eram realizadas por funcionários de Dario Messer. O esquema teve início há 30 anos.

O dinheiro era entregue ao alto executivo da empresa, José Aleixo, que sempre atuou na área financeira do grupo e posteriormente repassado aos irmãos. Esse dinheiro era depositado na conta de Dario Messer no exterior, posteriormente, como forma de pagamento.

Os irmão Marinho negam todas acusações.